segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Inúteis Crenças


Se me perguntarem no que acredito, acredito na vida, em mim, no homem. Acredito que ainda tem jeito. Seja pra guerra no Oriente, seja pras picuinhas entre as duas Coréias. Acredito que ainda tem jeito de brecar o Aquecimento Global, que o tráfico de drogas ainda tem solução. Acredito que o funk vai ter letras construtivas e que vai nascer um novo Tom Jobim. Acredito na união das religiões, na paz entre as nações, na reconstrução do Haiti. Acredito no fim da pobreza, que o preço das batatas Pringles vai cair, que o mundo não acaba em 2012. Acredito no fim do trabalho infantil, do fim da violência contra a mulher, na recuperação da economia africana. Acredito na educação nas escolas públicas, no ‘ Ordem e Progresso ‘, no fim da corrupção.. Acredito que..
- Ai mãe, não me acorda não.. deixa eu continuar sonhando!

2 comentários:

  1. Olha quem saiu do anonimato! :D hahaha
    E sobre o texto, bom, ótimo como todos os outros! Mas decepcionei-me com o final... quem sabe um dia isso não deixa de ser apenas um sonho, não é?
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Seeeeensacional!
    Final inesperado, e o estilo me lembrou Lia Luft! ;)

    ResponderExcluir